Eu e minhas circunstâncias

Fazia quase dois anos. Mais de 700 dias esperando por uma noite. Não era uma festa, mas foi a celebração mais emocionante do mundo. Não foi público, mas todas as pessoas que existem aqui dentro ficaram uníssonas. Entre lágrimas, sorrisos, orgulhos, vitórias e derrotas, uma sobrevivência pacífica.

Não chorei pelas fotos ainda embaladas, nem por amar como nunca paredes brancas que vão me sufocar. Sentei no sofá e olhei a minha estante com os livros, com os filmes, com os discos. Sorri ao ver o meu mundo, tão complicado, organizado em uma estante. Minha complicação nunca foi tão irreversivelmente simples. 

Tudo me parecia tão banal e eu vi como os meus 20 anos nunca vão deixar de ser 40. É tão bonito decidir a ordem dos pratos, dos lençóis e dos livros, que fica ainda mais difícil querer tentar ordenar as emoções. Tudo vira uma completa bagunça. O salgado dos olhos se une à doçura da boca e é indescritível sentir esse redemoinho me destruindo por dentro pra me deixar renascer. 

É uma quase catarse. Um grito silencioso, um orgasmo racional. Eu olho em volta e estão refletidos ali o meu mau-gosto, a minha indecisão, as minhas nuances. É o meu laranja e o meu preto e branco. É o meu verde, a minha falta de azuis. É a minha sobriedade cada vez mais embriaguez. 

Ontem foi minha primeira noite morando sozinha. Minha casa, só minha e ainda nova, ontem me pareceu do tamanho do mundo. E eu, só minha e ainda pequena, percebi que a solidão pode ser muito bonita. Antes de dormir, eu senti que – mesmo parecendo ter um abismo ao lado direito da cama – aquele era um momento só meu. E me senti lar, sem conseguir entender o que isso quer dizer.

Anúncios

10 comentários em “Eu e minhas circunstâncias

  1. Porque falta de azul? é a cor mais linda que existe XP

    É uma quase catarse. Um grito silencioso, um orgasmo racional. Eu olho em volta e estão refletidos ali o meu mau-gosto, a minha indecisão, as minhas nuances. É o meu laranja e o meu preto e branco. É o meu verde, a minha falta de azuis. É a minha sobriedade cada vez mais embriaguez.

    Mas é teu. É você. E não tem nada de errado nisso ;]

    matheus

O que você acha?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s