Amadurecência

Eu sou pequena e a minha capacidade de encarar todas as coisas boas que estão me acontecendo é ainda menor. Eu não sei lidar com a minha felicidade, talvez porque seja meio triste e até goste disso. Eu não sei não sofrer e me dá uma melancolia tão grande de quando eu conseguia escrever páginas inteiras com as minhas angústias, que eu acabo sofrendo só um pouco pra não sofrer tanto.

Eu estou naquela época de lua-de-mel comigo mesma e com algumas das minhas realizações. De algum jeito, sempre que eu penso que não vou mais conseguir segurar o tranco de viver dentro de mim, surgem idéias que chacoalham o meu ego e me deixam com uma incrível sensação de que eu sou capaz.

Os meus projetos têm tudo pra colocar a minha vida de cabeça pra baixo e eu estou adorando isso. Passo algumas madrugadas me debruçando sobre alguns bons livros e começo a sentir ansiedade por alguns bons acontecimentos. Fiz alguns contatos com pessoas com uma energia tão grande que me sinto transportada para um outro mundo. Aquele mundo onde o tal afeto afeta, de fato.

Também andei falando com um grande amigo sobre esquecimento. Surpreendentemente, eu consigo não mentir quando digo que não esqueci, mas não lembro e isso me basta. Ultimamente, me basta saber que sou perto, mesmo sem estar perto. Eu estou em paz com a minha própria instabilidade por, agora, saber que ela não é tão instável assim.

Os fantasmas continuam embaixo na minha cama e aqui, bem baixinho, eu confesso que ainda faço carinho neles ao invés de exorcizá-los. Eu ainda não tenho a capacidade de discernir entre o bem e o mal e nem de optar pelo caminho mais fácil. Eu continuo achando que muita coisa poderia ser diferente e continuo com aquele sonho de reciprocidade feliz e completa. São eles, os meus sonhos, que estão me mantendo numa serenidade tão absurda e me feito viver um dia de cada vez.

As rédeas da minha vida estão tomadas, mesmo que as vezes eu ainda as solte por confiar demais no caminho dos meus sentimentos. Eu tenho um futuro, eu tenho planos e, com toda a certeza do mundo, eu estou em paz. Uma paz que me deixa ser inteira em cada gargalhada, em cada esperança e em cada lágrima que mistura a saudade do que eu não vivi com a emoção de renascer.

Anúncios

7 comentários em “Amadurecência

  1. “(…) em cada lágrima que mistura a saudade do que eu não vivi com a emoção de renascer.”

    adorei esse trecho! e te ver feliz me deixa feliz tb! que fique assim por muito tempo e que NADA estrague isso!

    :*

  2. tu tem um futuro brilhante pela frente, mas não vou ficar repetindo isso aqui pq tô longe de parecer teu pai. nem por irmão mais velho eu passo, pq eu acabo sendo bem mais novato que tu.

    mas eu me encanto com essas guinadas que tu arruma pra tua vida, com esses projetos todos (até os meus, que tem muitos de teus dedos no meio) que tu inventa do nada, com ambições imensas e que se mostram bastante simples de serem realizados.

    cada uma dessas coisas que acontece contigo e tu vem correndo me contar, alegra mais o meu dia também. e te ver de bem consigo mesma é a melhor parte dessa história toda :)

  3. Marinal, diferente do Fabinho, repetirei sim o que já escrevi aqui há um bom tempinho atrás:

    Os sonhos são os únicos capazes de nos fazer acreditar que algo sempre, sempre, existe. Aproveite cada segundo dele.

  4. A essência não muda, né? Mas mudam as fases, muda a forma de encarar as coisas, mudam os sonhos, mudam as expectativas… (ainda bem)
    De tudo, o melhor é estar em paz.
    Bjs.

  5. Essas coisas, essas pessoas que conseguem passar uma energia boa (ou até mesmo ruim) realmente marcam, fazem um bem danado – ou um mal destruidor.

    Bom demais ficar assim, como você está. “De boa com o mundo”.

    ;*

O que você acha?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s