Se você aparecesse

Ás vezes eu me pergunto o que eu faria se você aparecesse na minha frente. Talvez eu olharia bem no fundo dos seus olhos e conseguiria entender alguma coisa. Quem sabe lá, no fundo do seu oceano, estejam algumas das certezas que eu insista em negar. Eu tenho medo deles, mas se eu os encarasse novamente e agora, talvez os teus olhos conseguissem me transportar.

Se você aparecesse, eu poderia te abraçar. Esquecer tudo o que passou e optar por alguns instantes da nossa velha intensidade de volta. Sentir o cheiro do teu pescoço – você ainda tem cócegas infinitas nele? – e sentir o calor mais verdadeiro de tudo o que eu já senti. Eu poderia, impulsivamente e como sempre, pular pra que você impulsionasse meus sonhos e reacendesse um pouco de tudo o que eu vivi.

Ou, se você aparecesse, quem sabe eu não paralisaria como da última vez que eu vi, bem de longe. Meu fígado simplesmente parou de funcionar, meu peito parou de bombear sangue e eu fiquei três minutos sem consegui respirar direito. Eu fui embora, você ficou. Mas se você estivesse na minha frente, bem na minha frente mesmo, não sei se conseguiria te deixar ir embora.

Eu poderia expressar toda a raiva que eu senti em pontapés e tapas, afinal isso ainda não mudou. Eu poderia te machucar de verdade, porque eu não sou forte, mas a dor que eu senti era e eu sei que ao menor deslize ela toma conta de mim de novo. Eu te machucaria e no fundo saberia que nenhuma dor física pode superar o que você deixou no meu peito. 

Quem sabe eu não cairia no choro? Afinal de contas, te ver seria ressuscitar um pedaço de mim que eu matei. Talvez eu choraria de um luto vivo e pulsante para ser chamado de luto, talvez eu chorasse de alegria por saber que não passou de um sonho besta ou, quem sabe, eu choraria por descrença, desespero, fraqueza.

Se você aparecesse quem sabe eu clamaria por um conversa de verdade, por um pouco de maturidade na tua capacidade infantil de sofrer e pela minha capacidade ainda mais infantil de sofrer também. Talvez eu sentasse na tua frente e desmontasse cada um dos teus argumentos, talvez eu esquecesse todos os argumentos e conseguisse expressar só um pouco de tudo o que me engasga e me sufoca, mas que eu só conseguiria explicar pra você.

Quer saber? Hoje, se você aparecesse na minha frente, eu te daria as costas e seguiria para o outro lado. O caminho da minha felicidade longe de você pode ser mais longo, mais cheio de curvas e talvez eu siga a vida inteira buscando o pote de ouro no final do arco-íris. Mas, se você quer mesmo saber, eu acho que a minha maior mudança foi conseguir te enxergar exatamente do jeito que você é. E aí, quando eu te vi de verdade, eu percebi que prefiro ser metade.

Anúncios

4 comentários em “Se você aparecesse

  1. Felicidade é como ouvir uma música da qual gosta. Sempre dá vontade de ouvir de novo e de novo e de novo….

O que você acha?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s